quarta-feira, 27 de junho de 2018

/

Reage,Rio




Cidades Inteligentes e desenvolvimento sustentável foram os temas da terceira edição do Reage,Rio!

Movimento dos jornais O Globo e EXTRA discutiu ideias e ações inovadoras para a Cidade e o Estado do Rio

Na quarta-feira da semana passada dia 20, aconteceu a terceira edição do Reage,Rio! no Oito – Espaço de Inovação da Oi. Com realização dos jornais O GLOBO e EXTRA, patrocínio da Oi e apoio institucional da Prefeitura do Rio, o encontro abordou cases de sucesso de cidades inteligentes, como elas impactam a vida das pessoas, quais os desafios para o Rio de Janeiro avançar em questões como mobilidade, educação, meio ambiente, saúde e segurança, fatores determinantes de uma cidade inteligente; e que modelos de economia sustentável são mais adequados.

O auditório ficou lotado que acabei ficando no hall onde assisti os debates através de TV . A abertura feita pelo diretor de redação do jornal O GLOBO, Alan Gripp,  destacando o compromisso do jornal com o projeto e a satisfação de ver a sua adesão pela sociedade.

“Nós almejamos ter mais matérias no jornal e mais debates como esse. É muito bom, vendo este auditório cheio, saber que de fato há um interesse e um desejo da sociedade na contribuição e na mudança”, disse.

Já a editora executiva do GLOBO, Maria Fernanda Delmas apresentou o andamento de algumas das 50 propostas para as áreas de segurança pública, transportes, saneamento, saúde, cultura e turismo, geradas a partir das duas primeiras edições do Reage, Rio!

“A cada edição do Reage, Rio! nós fazemos um balanço do que saiu do papel, do que deu certo e o que não deu. As medidas ainda estão longe de ser uma solução, mas já é um passo para a melhora”, destacou.

Dividido em apresentações de painéis e debates, a terceira edição do Reage, Rio! trouxe Fabio Duarte, consultor em mobilidade urbana para o Banco Mundial, em painel com projetos do MIT Senseable City Lab sobre como criar cidades "sensíveis". E José Armênio, ex-presidente do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) e presidente do SP Urbanismo, em introdução sobre o que são Cidades Inteligentes.

Armênio ressaltou que para uma cidade ser inteligente ela precisa ser democrática, visão também defendida por todos os outros palestrantes.

Em sua palestra, Armênio também abordou o desabamento do prédio Wilton Paes de Almeida, ocorrido no início de maio, em São Paulo, para exemplificar o descaso público com espaços urbanos desocupados e para mostrar a importância da existência de projetos para uma cidade atingir a inteligência.

No debate “Desenvolvimento Sustentável”, participaram Washington Fajardo, arquiteto e urbanista, presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade; Marina Grossi, economista e presidente do CBDS e Sergio Magalhães, presidente do IAB.

Washington Fajardo revelou que, em 2020, 90% da população brasileira estará vivendo em cidades e defendeu a necessidade de mudar o pensamento do brasileiro, o que chamou de ‘reciclar a cidade’.


Crédito Fábio Cordeiro


O evento foi também transmitido ao vivo pelo Facebook do Jornal O Globo. Veja na integra o ao Vivo do evento



REAGE, RIO

Reage, Rio! é um movimento, nascido em 2017, que reafirma o compromisso que O GLOBO e EXTRA têm com o Rio de Janeiro. Juntos, poder público, imprensa, sociedade civil e entidades empresariais podem e devem debater e buscar soluções inovadoras para a Cidade e o Estado do Rio de Janeiro. Os leitores estão convidados a se unirem a esse movimento. Reagir é a resposta. Unir forças é o caminho. Superar é a saída.


Veja a Matéria completa no site.





Vejam as outras fotos no Facebook Garota da Mamãe





2 comentários:

  1. Um evento bem importante nos dias de hoje. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmnete temos que reager tomar conhecimentos, se quisemos mudar.

      Excluir